Anatomia Microcirúrgica do Cavo Carotídeo-Neurocirurgia

Embora a região clinoide seja comumente abordada pelos neurocirurgiões em várias afecções, sua anatomia é extremamente complexa e variável. O segmento clinoide da artéria carótida interna (ACI) se encontra na transição entre o seio cavernoso e o espaço subaracnóide, limitado pelos dois anéis durais. O segmento póstero-medial do anel dural distal não tem contato com nenhuma estrutura óssea, esta peculiaridade anatômica facilita a formação do cavo carotídeo. Os anéis proximal e distal tornam-se relevantes por serem os limites anatômicos. O entendimento do segmento clinóide é importante para o correto diagnóstico e abordagem dos aneurismas desta região. Controle proximal, clinoidectomia anterior, opções de clips fenestrados e auxílio do endoscópio são detalhes técnicos de grande utilidade no manejo dos aneurismas do cavo carotídeo.

Por Dr. Gustavo Rassier Isolan, MD PhD.

Anatomia Microcirúrgica do Cavo Carotídeo – Neurocirurgia